XTAL_TESTER – TESTE PARA CRISTAIS – C/ PIC 16F628A (REF268)

6

Descubra o valor daquele cristal com marcação danificada…

Ao procurar um cristal para uma montagem com PIC, encontrei vários cristais que estava com sua marcação danificada. Alguns estavam anteriormente com suas blindagens soldadas com um fio ao gnd da placa e nesta operação de estanhagem resultou no apagamento da marcação da frequência feita pelo fabricante.
Outros, pelo manuseio constante, gastaram alguns caracteres dificultando a identificação correta da frequência de trabalho. Então resolvi partir para esta montagem – um teste para descobrir a frequência de cristais. Veja o esquema abaixo:

XTAL_TESTER

A ideia é fazer oscilar o cristal usando um circuito integrado e ler esta frequência usando um frequencímetro.
Para oscilar o cristal foi usado um circuito integrado SN74HC04N, com 6 inversores internos. Os 3 inversores que não foram usados devem ter suas entradas ligadas ao gnd, para evitar interferências e consumo desnecessários. A escolha do SN74HC04 é por sua capacidade de trabalhar com frequências mais altas. Não sei se o SN74LS04 ou SN7404 conseguirá funcionar a contento com cristais acima de 15 Mhz.
O PIC 16F628a funcionará como um frequencímetro mostrando o valor da leitura da frequência no LCD.
Em testes no breadboard funcionou com cristais de 1MHZ a 27 Mhz. A maioria dos cristais com marcação maiores que 30 Mhz geralmente trabalham na terceira harmônica. Lendo estes com este teste irá apresentar a leitura da terça parte marcada no corpo. Por exemplo: Testei um cristal marcando em sua cápsula ‘33.8688’. Na medição mostrou no LCD o valor de ‘11.288,647 Hz’ ou seja a terça parte. Este tipo de cristal trabalha com osciladores que tem circuitos sintonizados (tanque LC).
Fiz teste com alguns ressonares cerâmicos de 10,7 Mhz e 4 Mhz, que também funcionaram. Mas não sei se funcionarão com outros valores.
Para testar cristal de 32768 Hz é preciso retirar um jumper (J1) do circuito.
Se não for retirado haverá uma falsa indicação mostrando uma frequência bem mais alta que a correta.
Esta parte da montagem relacionada com o 74HC04 deve ter ligações curtas. Isto é importante para evitar a formação de oscilações espúrias, que poderá gerar indicação de frequências mesmo sem ter algum cristal conectado no soquete de teste.
Note que esta montagem não visa uma medição de alta precisão, mas proporcionar uma leitura razoável visando apenas identificar a frequência do cristal. Por exemplo: Se medimos um cristal e este apresentar o valor ‘3.999.989’ podemos concluir que deve ser um de 4 Mhz, em vista da tolerância do cristal testado e também a tolerância do cristal usado como base de tempo nos pinos 15 e 16 do PIC. Uma vez que encontramos o valor, este pode ser anotado no corpo do cristal com uma caneta para marcação de CD’s.
O circuito pode ser alimentado com 4 pilhas AA ligadas em série totalizando 6 Volts. Esta tensão será reduzido a 5,3 Volts pelo diodo 1N4001, ficando assim dentro da tolerância de tensão de funcionamento do PIC e LCD.
Obs. Esta montagem é experimental, sendo de caráter didático, montada apenas em placa experimental (do tipo “Breadboard”), sujeita a “bugs” ainda não detectados. Está sendo fornecido os arquivos para que cada hobista possa alterar o programa segundo suas necessidades.
Segue pasta zipada com os arquivos da montagem:

XTAL_TESTER

Manuais:
PIC16F628A datasheet

Curiosidades:
Sorria — Você está sendo observado!
O isolamento térmico da formiga prateada do Saara
O pouso das abelhas
O ciclo de vida da cigarra-periódica
A Origem da Vida — Cinco Perguntas Que Merecem Resposta

Outros assuntos:
Depressão em adolescentes — Por quê? O que pode ajudar?
Como controlar a ansiedade?
Como lidar com a morte do pai ou da mãe
A Vida — Teve um Criador?
Será que os cristãos precisam guardar o sábado?

Vídeos:
Eles Amavam a Bíblia
“Tenha a plena certeza de que Deus o fez Senhor e Cristo” — Parte 1
“Tenha a plena certeza de que Deus o fez Senhor e Cristo” — Parte 2
Como a vida começou?
Celular e você: quem manda em quem?
Por que Jesus morreu?
‘Não falhou nem uma única palavra’
Vídeos do Pedrinho e da Sofia

Até o próximo artigo!

6

4 thoughts on “XTAL_TESTER – TESTE PARA CRISTAIS – C/ PIC 16F628A (REF268)”

  1. 0

    Olá Claudio, gostaria de saber de você se é possível programar um pic12f675 com um sensor de temperatura e umidade, em específico o DHT22 ou DHT11, estes sensores usam apenas um pino para comunicar com o microcontrolador, e usar dois pic12f675 um para ler os dados do sensor e transmitir via transmissor RF 433MHZ, e outro pic12f675 para mostrar estes dados em um lcd através do sistema LARIOSPLEX, através do receptor de RF 433 MHZ. seria possível fazer a programação nestes pequenos pics? O projeto seria uma estação meteorológica sem fio, eu não tenho muito conhecimento ainda em programar, por isso peço sua ajuda para ver se é possível fazer esta estação com o pic12f675. Já fiz quatro projetos seus e todos perfeitos e estou aprendendo muito com sua forma fácil de explicar seus projetos. Estou usando este espaço do projeto XTAL_TESTER, pois não encontrei um jeito de perguntar no fórum principal. Obrigado pela atenção. Carlos.

    1. 0

      Olá Carlos!
      Sim, pode ser feito tal programa. No entanto, eu não tenho este programa pronto. Talvez encontre isto pronto em algum outro site na internet, talvez com outro microcontrolador. Tente digitar no site de busca por “Wireless Weather Station”. Talvez no futuro, quando dispor de mais tempo e quando adquirir o componente DHT22 / DHT11 irei realizar testes no breadboard. Talvez possa fazer um artigo sobre isto. Mas acredito que para uma estação meteorológica necessitará de mais sensores ligados, como velocidade do vento, direção do vento, etc.
      Obrigado

      Cláudio

      1. 0

        Obrigado pela resposta Claudio, sempre solista com seus leitores!! A ideia Claudio é primeiro testar a comunicação de dados, por isso apenas um sensor, e conforme eu for aprendendo vou incrementando a estação, até com a troca do microcontrolador. Tenho vários atmegas 328-p , e já montei uma estação meteorológica com eles, com mais sensores, mas a ideia é montar uma com poucos recursos de memória, um programa enxuto como os seus projetos, e com pic de preferencia o 12f675 justamente pela limitação de recursos deste microcontrolador em relação aos outros. Vejo um problema nos Atmegas em respeito a consumo de memória na programação, um programa simples como acender um led consome 3Kb de memória, por ser outra arquitetura eu acredito.
        Como já postei por aqui, eu consigo ler um programa inteiro e entender seu funcionamento, mas quando vou programar ainda me perco um pouco, tornando a programação demasiadamente demorada mesmo, é um custo para fazer 3 páginas de programa, vai mais de mês se não pegar firme, Rsrsrs. Obrigado pelo retorno.
        Carlos.

Deixe uma resposta