ALERTA DE FALTA DE ÓLEO NO MOTOR – ADICIONANDO SOM A APLICAÇÕES COM PIC – COM PIC 16F628A (REF163)

0

Como evitar danificar o motor de seu carro em caso de falta de óleo?

A luz do óleo do seu carro acendeu? Você não parou o motor? Então você com certeza ‘fundiu’ o motor. Quando não há lubrificação, o atrito entre as peças móveis (pistões, bielas, comandos, girabrequim,etc) faz com que superaqueçam a ponto de fundir entre sí, travando o motor. O custo de uma ‘retifica’ completa poderia ter sido evitado se você tivesse parado imediatamente o motor, assim que acendeu a luz do óleo.
Mas, e se você não tem a menor ideia da função de cada luz do painel? Qual é a do óleo? Qual a do alternador? Pior ainda, se sua esposa não dá a mínima para as luzes do painel e continua a dirigir? Sim, é comum o marido chegar em casa e a esposa dizer: “Querido, tem um ‘luzinha’ estranha acendendo no painel. Você pode ver o que é?”
Mas poderá ser tarde demais, se tiver sido a luz de óleo que acendeu!
Mas, quais são os possíveis motivos para a falta de óleo no motor? Muitos tem o péssimo habito de ‘esquecer’ de trocar óleo. O nível poderá lentamente baixar ao ponto de não ser suficiente para lubrificar o motor (imagine a qualidade da lubrificação em um caso deste!).
Outra situação muito comum é o entupimento da peneira na entrada da bomba de óleo, em decorrência do ‘efeito borra’. A formação desta ‘borra’ ou graxa oleosa, tem sido atribuída ao uso de combustível adulterado (com solventes) , e manifesta mais em veículos usados para pequenos percursos (não dá tempo de aquecer o motor).
E a situação mais incomum, é quando passamos com o carro sobre uma pedra na estrada, ou mesmo, um buraco na pista, que resulte em furar o cárter do motor, vazando todo o óleo.
Dirigir o veiculo sem óleo, poderá danifica-lo em poucos minutos. Se isto acontecer com você, encoste o carro e DESLIGUE IMEDIATAMENTE O MOTOR DO VEÍCULO se a luz do óleo acender, com motor ligado. Nunca tente andar mais um pouco com o veículo. Chame um guincho para remover para uma oficina de manutenção.
Mas este artigo tem uma proposta didática para esta situação: um alertador sonoro com uma mensagem.
Veja o esquema abaixo:

O funcionamento é simples: Quando falta óleo, o interruptor de óleo do próprio veiculo é conectado ao chassi. Esta conexão ao chassi é usada para acionar o PIC. Ao ligar a chave de contato, um delay de 10 segundos, para dar tempo de dar a partida no motor.
Após este período, o PIC ficará testando a entrada do interruptor (pino 1). Se o nível for ‘0’, houve acionamento do interruptor. Portanto, ocorre o disparo da mensagem previamente gravada na EEprom, após um breve ‘bip’ inicial.
A mensagem é: ” Perigo – Desligue o motor – falta óleo”. Depois de 10 segundos, se a situação continuar, haverá a repetição da mensagem. Bem, sua esposa não poderá dizer que não sabia que tinha que ‘desligar o motor’, não é verdade!
Foi usado o PWM interno do pic, setado para operar a 19,53 khz, para gerar o som. O programa busca um byte na EEprom externa e carrega ele no registrador CCP1L, responsável pelo ‘duty cicle’ da frequência (ou seja, o tempo ligado da saída). O registrador PR2, junto com o prescaller do timer 2 que determinam a frequência de trabalho (no caso 19,53 khz).
A EEprom deverá ser gravada antes de ser colocada no circuito. Uma boa prática é o uso do soquete, que facilita a remoção/ inserção nesta ocasião. O arquivo hex está junto com a pasta que contém os arquivos desta montagem.
Se desejar, poderá fazer a sua própria mensagem. Elá terá que ser curta (1 segundo). Para isto, grave a sua voz usando, por exemplo, o gravador do Windows. Em seguida, salve o arquivo como .wav. Converta para amostragem de 19,53 Khz, 8 bits, mono, usando algum programa apropriado disponível na internet. Abra o arquivo com o Ponyprog2000, setado para memória 24c256, ou algum outro programador de EEprom disponível. Salve o arquivo como .hex. Elimine as primeiras 10 linhas iniciais deste arquivo, para remover o cabeçalho dos arquivos ‘wav’. Elas geram um ruido na mensagem. Grave a EEprom com este arquivo .hex e coloque a EEprom no circuito para teste. O PIC deverá também ter sido gravado com o hex fornecido.
Para saída de som, optou-se por um LM386, mas poderá ser usado outro circuito integrado, ou mesmo um pré amplificador, se achar necessário.
Obs. Esta montagem é de natureza didática, tendo sido realizada apenas em placa de protoboard, sujeita a bugs ainda não observados em funcionamento. Esta sendo fornecido os arquivos que poderão ser alterados conforme a necessidade do hobista.
Antes de fazer uma placa de circuito impresso, monte primeiro em protoboard e verifique se o circuito atende as suas necessidades.

Segue pasta com os arquivos desta montagem:

ALERTA_OLEO

Manuais:

AT24c256
AT24c512
PIC16f628a
LM386

Curiosidades:
Como tornar seguro o ambiente de trabalho
Pneus — sua vida pode depender deles!
O que você deve saber sobre transtornos mentais
Esses resistentes microorganismos — como reaparecem?
Conserte seu carro com segurança
Proteja-se contra ladrões de carros
Calibragem baixa dos pneus – Perigo!

Outros assuntos:
Como chegar a um acordo
Os desastres naturais são castigo de Deus?
Por que rejeitar a pornografia?
Como ser feliz no casamento?
Quando seu casamento não é o que você esperava
Como resolver diferenças no casamento
Como recuperar a confiança no casamento
Quando um dos cônjuges tem necessidades especiais
Aprenda a perdoar
Como acabar com a tática do silêncio
Como criar filhos responsáveis
Como administrar o seu dinheiro
Como posso controlar meu peso?
Como evitar ferir com palavras?
Como tratar seu cônjuge com respeito?

Até o próximo artigo!!!

0

12 comentários sobre “ALERTA DE FALTA DE ÓLEO NO MOTOR – ADICIONANDO SOM A APLICAÇÕES COM PIC – COM PIC 16F628A (REF163)

  1. 0

    Olá Claudio.
    Numa das minhas pesquisas encontrei o -pdf- AN857 DRIVER_MOTOR da microchip. Mas para mim é “chinês”. Com o seu saber…Talvês um dia resolva aceitar o desafio.

    Respeitosamente:
    Costa Eusébio.

    Um olá para todos, utilizadores.

  2. 0

    Olá Claudio.

    À sua pergunta,respondo-lhe de modo muito sincero:
    -Não é para aeromodelismo nem nada que lhe pareça.
    Vi um vídeo, no you tube, um “esmeril”, afiador de facas. Ligava diretamente na fonte de alimentação de um P.C.. Na caixa do HD apenas foi extraído, as “escovas” do disco e colada uma lixa sobre o mesmo, funcionava mt. bem!

    Cá em casa dava jeito uma engenhoca dessas. Mas, eu só tenho o motor HD de 4 fios. Obrigado.

    Olá Morais, obrigado pela atenção. Já pesquisei mas não serve o intento.

    Obrigado a todos!

  3. 0

    Amigo parabéns mais uma vez , mesmo sem muito tempo quando vc pode faz uns projetos interessantes que nos faz ter muitas ideias . Só me explica uma coisa o audio fica gravado na memória em forma de DATA certo ?
    quantos bits é possivel ?
    pois isso pode ser usado pra mensagens de alertas do tipo sensor de porta de loja quando alguem passar avisar iguais a circuito dorbel .
    muito interessante seria possivel mais de uma mensagem e mais de um botão de acionamento diferente ?

    1. 0

      Olá Liliano!
      Sim, o aúdio fica gravado na eeprom externa como dados. Nesta versão, foi usado 8 bits para armazenar uma amostragem. O pic foi configurado para gerar pwm na frequência de 19530 hz (pelo ajuste do preescaler do timer2 e pelo registrador PR2). Assim, para obter 1 segundos de som necessito de 19530 bytes de eeprom previamente gravada. Foi configurado neste frequência para se obter um som mais puro e livre do irritante ruido da frequência do pwm (já que o ouvido somente escuta até uns 16khz). Com uma eeprom 24c256 (32768 bytes) obtemos 1,67 segundos de som. Já com a 24c512 seria o dobro, no caso, 3,3 segundos. Poderão ser montadas até 4 destas eeprom no mesmo barramento i2c, esticando o tempo para 13,2 segundos de mensagem.
      Logicamente, poderá ser usado para mensagens de alertas, com um sensor de presença , para indicar chegada de cliente. Pode ser feitas várias mensagens, desde que se saiba onde estão gravadas na eeprom (endereço inicial e final) ou uma mensagem em casa eeprom ( no caso de usar várias delas). Cada uma delas podem ser acionadas com um botão diferente.
      No artigo ‘PIC_ ZOO – ADICIONANDO SOM (1 BIT) A APLICAÇÕES COM PIC – COM PIC 16F676 (REF 161)‘ foi usado outra técnica: as amostragens de som foram previamente convertidas para sequencia de bits usando um programa apropriado (ex. BTC) . Neste método, lemos cada bit e colocamos o seu valor na saída de som. Mas, apesar de economizar bem a memória, o som não me pareceu muito agradável, com estalidos e asperezas decorrentes deste método. Talvez para uso em brinquedos.
      Claudio

        1. 0

          Olá Liliano!
          Dependerá do que quer fazer. Se for multiplas mensagens curtas, gravará as que couberem em cada eeprom. Ao acionar um botão, terá que no programa, informar qual eeprom deverá comunicar e qual o endereço inicial e final da mensagem. Se for uma unica mensagem, poderá gravará os pedaços correspondente em cada eeprom, fazendo depois a leitura sucessiva das eeprons.
          Cláudio

          1. 0

            Entendo amigo ok muito obrigado então vou tentar estudar o seu codigo pois muitas coisas nos ensinam com eles e sabendo a quantidade de portas que o 628 contem o limite seriam mesmo assim 4 memorias ou poderia ser feito com um micro que tem porta analogica pra usar um teclado matricial fazendo assim varios acionamentos e isso aumentaria a capacidade de comunicação no I2C . otima pergunta o que determina o numero de memórias ?

          2. 0

            Olá Liliano! O limite máximo de memória i2c para um único barramento, sem uso de hardware adicional é 4 . Mas poderá ser aumentado com uso de mais um barramento i2c ou vários barramentos. A quantidade de portas de um microcontrolador poderá limitar o máximo de eeprons a serem usadas. Você poderá usar botões ou teclados matriciais (teclados seriais de computador ,etc) para acionamentos de sons gravados. Em cada caso, terá que fazer um programa adequado ao modo de funcionamento.
            Cláudio

  4. 0

    Olá Claudio.

    Estou precisando acionar um motor de HD, já foi extraído da caixa do disco duro.
    Se o Claudio puder dar uma dica de algum circuito microcontrolado. Senão,fica aqui o desafio para o livro, sem querer abusar.

    Respeitosamente:
    Costa Eusébio.

    1. 0

      Olá Costa!
      Não tenho no momento, nenhum circuito pronto para isto. Mas creio haver muitos sites que explicam como acionar este motor. Desculpe a pergunta, mas qual seria o seu uso?
      Cláudio

    2. 0

      olá Costa Eusebio tenho uma dica pra voce fazer seu acionamento que e usar um speed controle ESC(pesquise mais sobre ele) pois com ele podemos controlar a sua velocidade ele precisa de um sinal igual aos servos 0´8 a 2,7ms,ja montei esquemas que funcionaram mais aquecia muito quando se reduzia a velocidade(ci principal cd4017)portanto aconselho partir para o ESC. 😀

Os comentários estão fechados.